<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5923387\x26blogName\x3dO+Zarolho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://ozarolho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/\x26vt\x3d-5507826134421506364', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

O Zarolho

11 outubro 2004

O cheiro a carro novo

Sabem do que estou a falar, não sabem? Vou-vos contar:
Um amigo meu comprou um carro novo. Estava ele a mostrar os truques novos do veículo, e mais uma vez tive de ouvir aquela frase típica nestas ocasiões: "Ahh... Ainda cheira a novo...." - como se isso fosse bom.

Aquele cheiro, para mim, é do pior que há. Os cientistas dos automóveis, lembram-se de tudo ( porta-copos, bancos impermeáveis, computadores de bordo, etc... ), mas de inventar um novo cheiro é que não. Aquele fedor é selo de garantia, dizem!

Sabiam que aquela colónia que eles passam pelo carro deriva de compostos orgânicos voláteis? Mas isso não é tudo, visto que os mesmos carolas adicionam aromas artificiais tipo aroma de cabedal. Mas na realidade, este aroma tem tanto em comum com cabedal como eu tenho com o Tio da Prima do Padrasto do melhor amigo do meu vizinho. É um cheiro que imita o cheiro do produto que as tinturarias de cabedal adicionam ao cabedal para dissimular o cheiro das tintas no cabedal. Incrível!!

O meu sentido empresarial levou-me a pensar noutros tipos de produtos. Que tal uma bebida artificial com sabor da cerveja sem alcool? Não é uma cerveja sem alcool mas uma bebida que sabe a cerveja cerveja sem alcool. Boa ideia, não?

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:23 da manhã,




<< Home