<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5923387\x26blogName\x3dO+Zarolho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/\x26vt\x3d-6282572656080944474', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

O Zarolho

28 junho 2005

Os caçadores de mitos - Uma nova rúbrica n' O ZAROLHO

Estudos indicam que a história da Cinderela é um embuste



Há histórias para crianças que não fazem sentido nenhum.
A Cinderela por exemplo - é para mentecaptos! Dando o desconto de toda a fantasia, as fadas, a abóbora, os animais falantes, e o camandro, o resto é uma treta pegada que não tem ponta por onde se lhe pegue. Vamos aos factos:

O raio da miúda tinha muita vontade de ir a uma festa no Castelo. No entanto chegou atrasada...
Mas o que é que se pode esperar de uma abóbora? 4,5 s dos 0 aos 100?
Leva calçado sapatos de cristal. Tem uma carruagem da treta mas tem sapatos de cristal...Pouco credível...
Ao vir embora do baile deixou cair um dos sapatos. Experiências feitas demonstraram que é impossível ter-se aguentado nuns sapatos de cristal sem escorregar neles. Não ter partido um tornozelo na noite toda já foi sorte...

Mas ainda bem que a Cinderela perdeu o sapato de vidro. Aliás é o facto de ter perdido um sapato que o Príncipe a encontrou. Aqui está a cena mais estúpida da história. Nas horas todas que passou com ela a dançar nunca lhe perguntou o nome nem sequer onde morava, idade, nada! No entanto, decidiu que iria casar com quem coubesse naquele sapato.
Até já estou a ver os aios: " Desculpe-me Nobre Príncipe, mas não tem mais nenhuma informação que nos possa dar? A altura da moça, cor do cabelo, um sinal na cara, um dente podre?"
"Temos o sapato e isso é suficiente! Toca a procurá-la, mandriões!"
No dia a seguir:
"Sua Majestade? Procurámos por toda a aldeia e com as indicações que nos deu achámos 72 mulheres! Foi azar o sapato ser logo número 36. Alguma delas lhe parece familiar?"
"É lá, ó diabo! Mas eu não posso casar com todas! Olhem, nesse caso escolho a que tiver o par de mamas maior! Ela tem é de caber no sapato, senão a história não faz sentido!"

posted by Dimitri Apalpamos @ 4:32 da tarde,




Nova regra do Código da Estrada está a criar dúvidas aos condutores portugueses

Primeiro foram as cores correctas que os coletes deviam ter, agora a data certa a partir da qual a vestimenta passa a ser obrigatória. Pelo meio, ficam as dúvidas dos portugueses quanto à aquisição e uso deste novo equipamento de bordo.

À Direcção-Geral de Viação têm chegado algumas perguntas pertinentes sobre este assunto.
As prostitutas que trabalham nas bermas das estradas também serão obrigadas a usar coletes reflectores? Ou um condutor que precise de repente de dar vazão às suas necessidades fisiológicas, terá que vestir o colete à pressa antes de se poder aliviar debaixo de alguma árvore?
Ora, o Esta é boca sugere aos responsáveis da DGV que pensem bem antes de responderem a tais inquietações. É que, por um lado, prostitutas com coletes flurescentes é capaz de ser coisa para assustar a clientela. E a economia portuguesa não se pode dar a esse luxo.

Por outro lado, exigir que numa aflição de calças ainda haja tempo para vestir a roupa adequada, pode revelar-se escolha difícil. Já para não referir as consequências de uma má decisão.

sacado do Portugal Diário

posted by Dimitri Apalpamos @ 4:11 da tarde,




27 junho 2005

EIS A CABALA, CARAGO!

Ouve-se falar tanto da cabala...É cabala pr’aqui, é cabala pr’acolá.
Por isso para quem ainda tem dúbidas do que é a cabala eu explico:

Nome popular: Cabala
Nome científico: Scomberomorus cabala
Habitat: Frequentam regiões rochosas, de mar aberto, sempre próximo à costa. Existem em toda a costa e andam normalmente em grandes cardumes de indibíduos de tamanho semelhante.



Falei com a D. Suzete, uma peixeira do mercado do Bulhão que me disse:
“Podem não acreditar, carago, mas tanta conversa, carago, desperta a curiosidade das freguesas, carago, que querem experimentar e isso anda a estragar o negócio, carago! É que não se vende mais nada a não ser cabalas, carago”.

ABAIXO A CABALA! BIBA A SARDINHA!

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:06 da tarde,




23 junho 2005

Uma questão pertinente

Para os Muçulmanos, tirando eles, o resto do Mundo, são todos infiéis.
Acho que pessoas que estão dispostas a morrer para comer 40 virgens, não têm muita moral para falar do assunto...

posted by Dimitri Apalpamos @ 5:56 da tarde,




Curso para tipos que se estão nas tintas para a arte, mas que andam de olho numa miúda que trabalha no museu.

Quem é que nunca teve num museu e viu um tipo qualquer de braços cruzados a segurar o queixo a franzir o olhar para um quadro pintado todo de roxo mas com um ar seguro?
Com a minha ajuda e um pouco de esforço ,quem sabe se um dia não se tornará num destes especialistas. Se calhar até conseguirá acreditar naquilo que lhe sair da boca.

As dicas que lhes darei, irão capacitá-los a ter a pretensão ilusória de perceber a arte e atirar com umas bujardas que vão fazer com que achem que percebem alguma coisa daquilo que estão a falar.

Atribua sentimentos às peças. Não interessa quais. A arte e o gosto são subjectivos:
“Há que tomar atenção à simplicidade do manifesto e às emoções mais puras naquela peça do homem sem cabeça, com três braços e com pedras em vez de pés.”

O uso de frases compridas e com palavras caras costuma dar resultado:
“Noutro contexto, uma torradeira será sempre uma torradeira, mas aqui por detrás deste vidro e com todas estas pessoas a olhar, simboliza a solidão da consciência colectiva na nossa pós moderna sociedade industrial.”

Ás vezes inverta a situação. Se lhe aparecer um cromo responda com esta:
“Mas porque é que as coisas tem que significar alguma coisa? Elas são o que são. Para mim isto é apenas um bocado de vidro coberto de sangue humano, semen, saliva e excrementos...”

Esta é clássica e poupa muito latim:
“Se não percebes esta obra, então as explicações são desnecessárias...”

É importante que, ao passear num museu, ande sozinho. As outras pessoas vão pensar que está concentrado na exposição e não o vão incomodar.

Faça movimentos regulares de aproximação e afastamento das peças, baixe-se e entorte a cabeça. Vai parecer que está a observar as peças de um outro ângulo. Possivelmente o ângulo do autor e aqui está o centro da questão toda. O ideal é fazer passar a ideia de ter atingido esse patamar. Um sorriso cínico ajuda.

O guarda-roupa também é importante. Pode optar por dois estilos diferentes. Há mais mas podem confundi-lo com um leigo.
Se optar pelo estilo clássico, use laço com um fato de fazenda. Nunca gravata. Como acessório, um cachimbo apagado ou um moleskine. É mais credível se usar ma pêra ou um bigode aristocrático.
O estilo de estudante é do tipo chapitô – meias ás riscas roxas e amarelas por cima do pijama turco cinza, barrete com um guizo e casaco de malha roto. Qualquer harmonia na combinação de cores pode denunciá-lo, portanto atenção.

Espero que estas dicas vos sejam úteis.

posted by Dimitri Apalpamos @ 5:22 da tarde,




20 junho 2005

Comentários técnicos

Eis uma coisa que não percebo. Na sociedade em que vivemos, começa a ser aceitável que se faça comentários técnicos sobre o rabo de outras mulheres. É como se o rabo das mulheres fosse um Porche novo. Desculpem-me, mas não alinho. Ora se aprecia um rabo de maneira sexual ou não se aprecia e prontos!

Mas há sempre alguém que responde: “ah e tal, estou só a olhar para o rabo daquela mulher, por olhar”. “Mas porque raio tem de ser tudo visto de um ponto de vista sexual?” ou “a maldade está na tua cabeça”. Respondem-me como se tivessem um dom especial, como se fossem iluminados e conseguissem ver o corpo de uma mulher de uma maneira assexual.

É tão ridículo como um homem olhar para o escroto de outro homem e comentar:
“Tenho que dar a mão à palmatória. Mas que bela pila. Aposto que um gajo com uma coisa daquelas consegue mijar muito mais longe. Ah e aqueles tomates. Com uns tomates assim tão redondos aposto que nem precisa de os coçar. De uma maneira completamente heterossexual, acho que aquele tipo tem um excelente exemplo de pila e tomates.”
Tretas! Há partes do corpo humano que são sexuais e qualquer comentário sobre elas são sexuais.

Se calhar estou a ser demasiado bruto mas vejam bem se percebem o meu ponto de vista. Se calhar há alguns comentários que são do tipo “Que belo carro!”que até são aceitáveis. Por exemplo:
“Esse corpo parece-me adequado para a prática do sexo. Aposto que aquele corpo queca bem. Quanto é que dá?” ou então, “Quantos quilómetros terá aquela miúda?”

posted by Dimitri Apalpamos @ 4:50 da tarde,




Novas contratações no defeso

Os três grandes andam no mercado e lutam todos pelo mesmo.
Bibi, Carlos Cruz e Jorge Ritto querem todos o advogado de Michael Jackson!

posted by Dimitri Apalpamos @ 2:59 da tarde,




12 junho 2005

Tapar o sol com uma peneira

Porque é que não se diz que foram gangues organizados de pretos que fizeram o arrastão em Carcavelos?

Nas notícias dizem ser:

"...quando centenas de indivíduos, em bandos, começaram de repente a assaltar e a agredir os banhistas...", in DN.

"...cerca de 500 jovens que semearam o pânico na praia de Carcavelos são oriundos de vários bairros problemáticos da Grande Lisboa, em especial de zonas como a Amadora e Chelas...", in CM.

"...centenas de jovens armados (estima-se que fossem cerca de 500) assaltaram e agrediram os banhistas...", in JN.

"...por cerca de 400 jovens organizados em gangs...", in Capital.

Queria ver se fossem norueguesas a arrastar, se a notícia não era logo:

"um gangue organizado de 500 loiras peitudas varre praia de Carcavelos!"

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:59 da tarde,




Mancha Negra ataca praia de Carcavelos

Os detectives Mickey e Pateta já estão a par do arrastão e prometem patrulhar o areal neste Verão.

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:18 da tarde,




10 junho 2005

Sin City

Fui hoje ver o filme! É certo que é inspirado numa BD, mas eu acho que é numas férias do Frank Miller em Portugal. Eu explico.
A história é simples:
muito sangue numa cidade a preto e branco, com homens corruptos e comandada por prostitutas boazonas.
Faz-me lembrar , assim de repente naqueles belos tempos em que se podia passear à tarde na Amadora, jantar no Porto e beber um copo em Bragança!

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:20 da tarde,




08 junho 2005

Post adolescente

Já tiveram que ir esperar alguém ao Aeroporto? É uma seca, não é? Mas pode-se sempre ocupar o tempo a tomar um café e ler uma revista. Geralmente é o que faço. Mas no outro dia, quando estava à procura de literatura, reparei que se pode comprar revistas pornográficas no Aeoroporto.
Agora pergunto eu: Onde é que se vai ler a revista? No Aeroporto? No Avião?

Tou mesmo a imaginar abrir o poster central ao lado de uma velhota que está à espera dos seus filhos emigrantes...

Ou então ouvir no Avião:
“Senhores passageiros vou pedir para porem os bancos na posição vertical, que recolham os tabuleiros e que metam a pila para dentro das calças, porque vamos levantar voo. O Comandante deseja-vos um boa viagem.”

Tou para aqui a pensar... será que há algum procedimento ou regras para pessoas que se estimulam nos aviões? Será que existe um cartão de punheteiros como existe o cartão de milhas?

“ Já bati uma em Paris, Londres, duas em Madrid e acabei de bater uma em Roma. Mais uma e vou à Holanda à borla!”

De qualquer modo, a banalização das revistas pornográficas a bordo dos aviões de certeza que iria dar um novo sentido à profissão de assistente de bordo o que eventualmente iria atrapalhar o serviço de refeições mas animar aquele briefing antes de decolar.

A conclusão: Se vendem tabaco nos Aeroportos e é proibido fumar a bordo, então acho importante pôr um sinal de uma mão e uma pila com um traço vermelho por cima da sanita mesmo ao lado do sinal que ensina onde por os tampões.

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:25 da manhã,




06 junho 2005

O que é chui e bófia?

Porque é que os tradutores dos filmes insistem em chamar chuis aos polícias?
O que é um chui? Eu nunca ouvi ninguém dizer:
" Aquele chui é um f........."
Deve ter havido um engano qualquer no primeiro filme que meteu polícias. Se calhar o tradutor devia querer chamar-lhes chulos e por acaso ficou chui. Uma gralha, portanto.
É! Se calhar foi isso... Ou então será chui porque chuiiii faz o porco?

E o que quer dizer Bófia? Será que queriam referir-se a polícias gordos e queriam dizer bóia, tipo " Aquele cabrão daquele bóia passou-me uma multa!"

Quero lembrar que estou a falar no campo da hipótese e o facto de ter levado com uma multa de estacionamento não influencia em nada este post.

posted by Dimitri Apalpamos @ 4:00 da tarde,




03 junho 2005

As exigências de Luís Filipe Vieira

O Presidente do Benfica ameaça bater com a porta se não atingir o patamar de 300 mil sócios.Pensem bem, porque isto não é um cartão qualquer – é um cartão que dá descontos. E realmente vale a pena!!!

Acho que todos devemos ser sócios. Não é pelas ameaças do Senhor Luís. É porque o IVA vai aumentar de 19% para 21%, mas o cartão proporciona descontos de pelo menos 5%, o que vai aumentar o poder de compra de muitos portugueses. É genial.

O tuga dá a volta por cima e vence uma medida austera do Governo que se traduz no seguinte: O Tuga, agora assumidamente lampião, vai poder para além das mines, comer um pires de pevides e uma sande de courato e sentar-se a ver o seu Benfica a conquistar o Mundo!
Quem ganha com isto? Por exemplo a mulher do benfiquista que deixará de levar na tromba e a harmonia no lar reinará. As discussões por causa de bola e do pilim acabarão. Os níveis de divórcios baixarão, os tribunais terão muito menos trabalho e por aí adiante...
Os limites da influência deste cartão são inimagináveis! Por isso, Viva Portugal! Viva o Benfica! Viva o Luís Filipe Vieira!

Por isso agora o slogan é: Seja benfiquista e compre mais!

Até já fiz um novo hino:

Sou do Benfica,
Isso me envaidece
Vou ter a guita,
Que cada lampião merece

Sou de um clube gastador,
E que pede sem pudor.

É uma ideia genial,
Própria do nosso Portugal.

Ser benfiquista,
Será ter no bolso,
Cheta imensa.

Que raio de conquista,
Ter tanta guita,
Quem não pensa.

Com as suas orelhas,
Risonho vem ameaçar,

Com orgulho muito seu,
As camisolas berrantes,
Ele vai deixar,
Se não houver pagantes.

P.S.: Porra, que se isto das ameaças der resultado então estão resolvidos metade dos problemas dos Portugueses.

Eu vou experimentar:
Se este post não tiver pelo menos 42,7 comentários e uma proposta para lançar um livro, eu acabo com este blog!

posted by Dimitri Apalpamos @ 12:04 da tarde,




02 junho 2005

Embrulho de cebola

Eu acho que os responsáveis pelas embalagens de comida como por exemplo os senhores da Tetra Pak, estão a passar ao lado de um produto revolucionário. Eles acham que o cartão e o plástico são os produtos a usar e mais eficazes mas será que já pensaram na pele das cebolas? Claro que não!
Eu posso estar dentro de um bidon com 500 cebolas que não me cheira a nada. Posso esfregar o nariz nelas e inspirar fundo que não vou sentir nada. Aquela membrana fina da casca da cebola estanca completamente o odor, o que não deixa de ser espectacular!
Mas será que isso impressiona os senhores embaladores?
É claro que não!
Eu acho que esta ideia tem várias aplicações tal como meias de desporto, fraldas, queijo da serra, só para dizer algumas e não deve ser menosprezada!
Tenho dito!

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:40 da tarde,




01 junho 2005

Piada Celestial

Sabem qual a semelhança entre o Papa Bento XVI e o Luis Nobre Guedes?

Ambos foram eleitos para trabalhar em nome do Espírito Santo...

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:09 da tarde,