<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5923387\x26blogName\x3dO+Zarolho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/\x26vt\x3d-6282572656080944474', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

O Zarolho

30 outubro 2005

A Poluição faz bem à saúde

Os factos

Um estudo feito por cientistas, na Noruega, através de observações por satélite, revelou que a massa de gelo no Pólo Norte aumentou de dimensão, ao contrário das previsões de redução causadas pelo aquecimento global. Esta descoberta veio baralhar as discussões à volta da temática das alterações climatéricas porque supostamente estaríamos a avançar para um descongelamento que originaria um aumento do nível médio das águas em 7 metros e um abrandamento da corrente do golfo que mantém o Atlântico Norte quente. Uma catátrofe.

A reacção

Fiquei deveras intrigado com esta notícia e decidi procurar reacções a esta bomba.

Resolvi primeiro dirigir-me à sede da Quercus. Seria isto uma vitória ou uma derrota?
Uma derrota...
Os fundamentalistas\ambientalistas andavam agarrados aos cabelos, aos berros e a correr feito baratas tontas. Papéis voavam, uma luz vermelha piscava por cima da porta, o alarme tocava. "Situação de emergência de Nível 1. É favor evacuar. Estas instalações irão se auto-destruir dentro de cinco segudos". No meio de tamanha confusão, consegui pregar uma rasteira a um destes activistas e depois de uma estalada para o acalmar, consegui perceber "É o fim do Mundo! Isto é obra do Demo!"
Mais calmo, garantiu-me ainda que "...isso tudo era concerteza, contra o protocolo de Quioto. Vamos fazer uma manif, pá". Depois levantou-se, continuou a correr, bateu com a cabeça num moinho de vento e desmaiou.

Quis ouvir uma segunda opinião e por isso fui falar com uma pessoa que trata a poluição por tu - o presidente da Galp , o sr. Murteira Nabo.

Eu: Boa tarde. - Mas que grande Nabo, pensei. (É que eu sou baixinho... ) - O que me tem a dizer sobre esta descoberta?
Dr. Murteira Nabo(enquanto perfumava o seu escritório com uma lata de spray): Foi o que eu sempre pensei. O Aquecimento Global é uma fraude. Nunca existiu. As alterações climáticas que temos visto nos últimos tempos, o alarmismo do "problema" do buraco da camada de Ozono foram questões bastante escalpelizadas, mas que se revelaram benéficas para os icebergues. Se me permite a citação, "A verdade é como o crude nas altas águas do Atlântico. Vem sempre à superfície", nas palavras do comandante do navio Exxon Valdez. E a verdade é que afinal a poluição faz bem ao ambiente!
Temos de acabar com a hipocrisia do dia da Árvore. Isso não nos leva a lado nenhum. Um dia não seremos censurados por despejar detritos nos rios e todos teremos um carrinha, um jipe e um camião TIR. As gerações futuras ainda nos vão agradecer."

Dizem-me fontes em S. Bento que até se ouvia na rua os gritos de Sócrates:"Já não vai ser preciso co-incinerar!"

Tudo boas notícias...

posted by Dimitri Apalpamos @ 6:52 da tarde,




26 outubro 2005

Perca peso e dê mais quecas

Li uma notícia sobre um estudo científico recente que diz mais ou menos o seguinte:

“As pessoas obesas que diminuem de peso passam a ter uma vida sexual mais activa.
Basta alguns quilos a menos para conseguirem aumentar a auto-estima e diminuirem as queixas por se sentirem sexualmente menos atractivas o que conduz a um aumento de desejo sexual.”

Estes devem ser os mesmos cientistas apresentaram outros estudos que demonstram que as pessoas que tocam na água sentem uma sensação algo “molhada” e as pessoas que tocam no forno quente sentem uma sensação de “queimadura”.

posted by Dimitri Apalpamos @ 4:50 da tarde,




24 outubro 2005

Vai chamar Sra Dona Lady a outro.

Um homem vai processar a SIC por ter sido drogado, atirado para a mala de um carro e o terem forçado, contra sua vontade, a fazer uma operação de cosmética profunda no controverso programa Sra. Dona Lady.

O homem quando acordou da anestesia nem queria acreditar. Acordou sozinho numa cadeira de camarim sem as condições de higiene mínimas para uma operação desta envergadura. Primeiro pensou que lhe tinham tirado um rim, mas não sentiu cicatrizes no bucho. Apenas uma comichão incrível que à medida que ele mais pensava nisso, mais aumentava – tinham-lhe levado os pelos do corpo! Mas as mamas estavam muito melhores...
Conforme o efeito da anestesia ia passando, apercebeu-se que aquele quadro de uma senhora feia que se mexia desfocada em frente era um espelho.
“- Um espelho?! Cos diabos, pareço um hipopótamo com uma cabeleira e baton? ” – foram estas últimas palavras do Sr. António Pereira aka Maria Goreti.
Ficou em estado catatónico e até hoje não diz uma palavra.
“- O meu marido está diferente. É certo que ganhámos mais clientes na nossa mercearia e até mudei a iluminação porque muitos não tinham flash nas máquinas, mas que raio! O homem nem atender um telefone pode! Isto que lhe fizeram ,é indecente! Era tão bonitinho...”

Disseram-lhe para não se preocupar que os pelos voltavam a crescer e que ia ganhar muito dinheiro, mas agora que o concurso acabou abruptamente, onde está o dinheiro pergunta Goreti? E pior quem é que agora desfaz aquela empreitada?
A SIC desdramatiza afirmando que fez um trabalho practicamente impossível de tranformação e diz até que deu ao senhor um pacotinho de toalhetes sem alcool, para não ferir a pele.

Mas a verdade é que deixaram o homem desamparado, mudo, feia que só apetece vomitar, proibido de jogar à Sueca no café com os amigos e a camada de estuque não sai nem com um martelo pneumático. No final, esta operação só trouxe um benefício: A Goreti deixou de precisar usar sutiã...

A TVI no entanto e após o fracasso da SIC insiste em apostar no msmo formato falhado de reality show, mas neste irá transformar-se uma mulher num homem. Ao que parece, José Castelo Branco fez o episódio piloto. Devem ter tido muito sucesso...

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:06 da tarde,




Olhá rifa fresquinha ou será humor zarolho...

Gosto muito de rifas. Desde pequeno. Ainda hoje adoro desenrolar umas 50 de seguida só para ganhar uma jarra lascada. Há rifas que compro sempre. Em especial as dos filhos dos meus colegas e as de associações de apoio. Menos escuteiros.
Das associações todas, as de cegos são as melhores. Bons prémios...

Admiro o sentido de humor destas pessoas ao sortearem carros.

Agora a sério. Comprem rifas, prestem assistência num centro cooperante ou contribuam de outra maneira possível como um donativo, Não interessa desde que ajudem. Se quiserem saber mais podem ir ao site da ACAPO.

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:23 da tarde,




23 outubro 2005

Uma quadra para todos os benfiquistas...

em especial para aqueles que me enviaram mails a falar da crise do Sporting!

A águia voa lá no alto
É o orgulho benfiquista!
Há-de levar um tiro nos cornos
E passar a comer alpista!

Grand Theft Auto vs Índios e Cowboys 15 - 0

Estou farto de ouvir que os computadores corrompem as crianças. Dizem que perderam o contacto com as outras crianças, deixaram de apanhar sol, fazer desporto, ir brincar às escondidas para o Parque Eduardo VII…
Nada disso! Os jogos de computadores são o ovo de Colombo da educação infantil.

Primeiro, as brincadeiras das crianças ao ar livre são violentas. Lembro-me perfeitamente de fazer trincheiras para fazer guerras de calhaus. Esqueçam as armas de pau e o “pum, pum, tás morto. Não ‘tou nada”. Isso não faz mossa, nem sequer os índios existem.

Segundo, os jogos de computador fazem melhorar a capacidade de atenção dos pequenos. Por exemplo O GTA potencia a capacidae dos pequenos em orientação pela cidade. Bem como a sua habilidade em roubar carros, matar velhotas, decapitar prostitutas… E isso é formação que não tem preço!

Pensamento do dia

Acho que os velhos só precisam de viagra porque as velhas são feias.

posted by Dimitri Apalpamos @ 6:53 da tarde,




20 outubro 2005

Teorias avulsas

Gostei bastante da teoria desenvolvida pelo Pedro no cumentarius ingnurantes.

"O meu nome é Pedro, logo, vou morrer novo!"

Isso inspirou-me para outra teoria da minha autoria:

Já reparam que quando se pergunta para dizerem um nome de cão, as pessoas respondem quase sempre Bobi, mas a verdade é que nunca conheci nenhum cão com esse nome. Não há. E se o cão é o melhor amigo do homem, o Bobi então é um amigo imaginário.

Eis então a teoria:

Não há Bobis, logo os cães não existem.

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:34 da tarde,




Fast quê? Fast food. Ah! Não conheço...

Somos mesmo um País com um ritmo próprio. Isto para não dizer que somos uns atrasados mentais.
Importámos um conceito renovado de sandes. Se pensam que é melhor do que o belo do prego e da bifana, estão enganados.
Ao que chamamos de comida de plástico, chamam os estrangeiros de ”Junk Food” que é igual a “comida de lixo”. Aceito que a tradução à letra não beneficia este tipo de comida mas porque é que decidiram chamar-lhe de “plástico”? Não é melhor...

E comida de plástico é vulgarmente associada à “fast food“. Mas só se for no estrangeiro, porque aqui na Tugolândia isso é um conceito abstracto. Chamem-lhe o que quiserem mas rápida é que não é.

EU sei o que se passou:

Alfandegário: Boa tarde, senhor Palhaço. Então o que pretende declarar?
Ronald McDonald: Boa tarde, eu queria importar um negócio que é muito próspero, que dá muitos empregos e fardas bonitas a pessoas sem formação e que mal sabem falar português e implantá-lo aqui no seu belo País.
Alfandegário: Ah sim? Então e que negócio tão bestial é esse? Não me diga que é mais uma daquelas igrejas brasileiras? Ou então, já sei! O senhor é político? É que pela farpela...hehehe
Ronald McDonald: No, no, no. É um negócio de Fast Food. De refeições prontas no momento em que chega! A velocidade do serviço é a nossa prioridade.
Alfandegário: Foste quê? ‘Tá-me a dizer que posso chegar e pedir uma chispalhada que me servem na hora?
Ronald McDonald: Fast Food. Bem... o nosso negócio são os hamburguers. E olhe que são comidos pelo mundo fora!
Alfandegário: O quê? Vocês vendem umas amburgas enfiadas nuns papossecos? Só isso? Por mim tudo bem. Sempre me disseram para não contrariar os malucos, mas estou a verificar que esta questão da rapidez incorre numa contra-ordenação grave e vai ter de ser autuado por desrespeito ao modo de vida lusitano. Aqui não gostamos de pressas. Mas vou deixar passar... você alegrou aqui o dia ao pessoal, mas desde que ande devagarinho... Vá, leve lá as amburgas e não diga que veio daqui!

Eu quero um MacDonald’s à antiga! Cheio de calorias, gordura e sem a treta das sopas e das saladinhas. Sinceramente estou-me nas tintas se faz mal ou não. Pôr o MacDonald’s a vender saladas é como pôr um surdo-mudo a trabalhar num call center. Não faz sentido. Não tenho nenhuma intenção de ser como a besta do “Super Size Me” e comer aquilo todos os dias. Só peço uma coisa - tem é de ser rápido!

P.S. E porque raio é que acabaram com o batido de chocolate?

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:04 da tarde,




19 outubro 2005

Tenho o blog à venda!



My blog is worth $13,548.96.
How much is your blog worth?

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:35 da tarde,




18 outubro 2005

Fod****, dei cabo de mais um!

Não gosto de transportes públicos. Pior, só transportes públicos cheios de pessoas e de manhã. É um cheiro que não se pode! Tenho a certeza que cada passageiro se borrifa com metade de um frasco de perfume. É compreensível. Ninguém quer perder o seu cheiro antes de chegar ao trabalho. Ou pior, chegar com o cheiro de outro.
Eu não uso. Sou um espertalhão e tenho um truque. É simples. Escolho o lugar para me sentar de acordo com o tipo de cheiro que gosto mais e do jornal com melhores títulos. Tipo self-service.
Contudo há dias impossíveis. Por exemplo quando me calha ficar entre um Old Spice, o mofo de um casaco de uma velha e um gajo com o jornal do Lidl.
É nestes dias que me questiono se devo ou não peidar-me violentamente só para ganhar um bocadinho de espaço para respirar.

Apetece-me responder a mim mesmo que sim, mas com uma condição - desde que o faça a olhar para os meus companheiros de viagem com um sorriso na cara para saberem que fui eu.

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:04 da tarde,




16 outubro 2005

Um enxoval




José Peseiro ficou comovido com o gesto generoso do público leonino e agradece os bonitos lenços, toalhetes, naperons, lençóis e em especial aquela bela toalha de mesa com uns bordados à volta, feita à mão por uma senhora de, imagine-se, 86 anos!

O comentário do treinador foi lacónico: "Obrigado. Já não me faziam mais fiado na retrosaria lá da rua e eu bem que precisava de renovar o enxoval que a minha mãe me deu ainda era eu garoto. É bom ver que com os adeptos ainda tenho crédito!"

mas não é bem assim...

A azulejaria popular do Estádio de Alvalade

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:24 da tarde,




14 outubro 2005

Carmona Rodrigues apresenta plano ambicioso para a cidade

Uma das principais ambições de Carmona Rodrigues é construir um novo parque temático. Um Sex Park! O local de implantação ainda está por determinar mas é possível que esta nova e emblemática obra se localize na antiga DocaPesca em Belém. A escolha do lugar depende de variados factores, mas ser perto dos antigo recinto de ramboia que é o jardim de Belém, e haver uma carreira contínua para a Casa Pia, são argumentos bastantes fortes. O cheiro intenso do Rio Tejo também é um factor positivo a ter em conta.

As principais atracções do recinto vão ser, uma “Monta Na Russa” espectacular, uma casa do terror mas versão mini CCB, chamada “Casa do Castelo Branco”, Um Comboio Fantasma “TgayV”, Uma Corrida Kama Sutra em que se parte por cima e se chega por baixo e o sempre radical “Salto para a cueca”, um elástico de Bungee Jumping. Na roda gigante, em vez de tradicional vista, vai poder ser visto na marmelada por todos.

O célebre poço da morte, e visto que a gasolina está cara, irá mudar os seus moldes de funcionamento. Não haverão motos mas continuar-se-á a a subir às paredes e a correr às voltas. Desta vez à frente da Valentina Torres.

À espera da tecnologia

Queria ter um telemóvel inteligente que se desligasse automaticamente, quando deixasse de haver nada de interessante para dizer e que bloqueasse os cumprimentos, as despedidas e as frases “fiquei sem bateria” e “já te tinha ligado”.

Pensamentos para reflectir

“A vagina é como um caracol. Se lhe tocas baba-se, se não lhe tocas põe-te os cornos!”

“Havia uma gaja que era tão assobiada lá na rua, que as amigas, com inveja, até lhe chamavam Peseiro.”

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:30 da tarde,




12 outubro 2005

Notícia na A Bola de última hora e só para destabilizar o FC Porto antes do derby.

Quaresma é apanhado a vender camisolas falsas com o seu nome e óculos escuros à porta do Estádio.

Notícia no O Jogo de penúltima hora e só para destabilizar o SL Benfica antes do derby.

Nuno Gomes é careca mas tem muito orgulho na sua peruca! Uma história homossexual sobre um tique especial!


Adenda:

Das duas uma: Ou já é tudo macho ou então ninguém quer ser. Ou então só vêm cá mulheres ver este blog...

posted by Dimitri Apalpamos @ 1:45 da manhã,




11 outubro 2005

Quem quer ser macho ponha o dedo no ar

Eu não preciso de ler “Os homens são de Marte e as Mulheres são de Vénus” para saber que há diferenças entre os dois sexos. E muitas! Apesar das discrepâncias, chega uma altura em que os membros destas duas espécies decidem unir-se e ir viver juntos. Para além de um ocasional aviso para deixar o tampo da sanita para baixo, isso não é, só por si, nenhum problema. As pessoas apesar de serem diferentes umas das outras conseguem na mesma viver juntas. Mas existem problemas na mesma, nomeadamente noutra área completamente distinta – a divisão de tarefas!

Há muito, muito tempo numa galáxia distante, alguém decidiu que os homens eram machos e as mulheres não. É o homem macho que vai caçar o almoço enquanto a mulher fica em casa a pôr a mesa. As coisas não mudaram muito.

Mas já chega! É tempo para um novo modo de pensar. Um pensar moderno. Estou farto!

No entanto, temos de ser justos. Há algumas tarefas que são tradicionalmente delegadas nos homens e que eu até nem me importo de fazer. Levar o lixo, ir lavar o carro... Com os diabos, eu até sou homem para montar sozinho um móvel do IKEA!

Mas não sei em que altura da história é que inventaram que os homens têm de matar insectos. Quem foi o anormal? Provavelmente um gajo muita macho, com pelos no peito e bigode, faz anúncios da Olá e que vive no Algarve. É verdade que os homens são capazes de tudo para impressionar uma mulher. E se calhar, quem sabe, numa qualquer era de devaneio, o simples facto de um homem esmagar baratas com a biqueira do sapato fazia as mulheres suspirar. Mas senhoras, os tempos são outros. Será que isso ainda tem de ser responsabilidade nossa?

No outro dia uma horrível criatura com asas decidiu alojar-se numa parede da sala. Mal a minha mulher viu a besta deu um berro e pôs-se com um tal ar de terror que pensei que nas minhas costas estava o Carlos Cruz. Virei-me calmamente pois não quis assustar o agressor e ele atacar-me, e deparei-me com uma... pequena traça.

“Mata! Mata!” – Não sei porquê mas nestas alturas as sempre eloquentes mulheres, passam a um estado diabólico e as frases passam a ser uma só palavra. Voltámos à Roma Antiga e estamos no Coliseu, mas em vez de um leão esfomeado está uma traça. Pequena e nem se mexe.

Até achei que poderia ser processado por matar um animal tão pequeno.

“Com o quê?” –pergunto eu. “Ela tem mais medo de ti que tu dela. Deixa lá estar o bicho em paz”.
“Ele mexeu-se! Está a mexer-se!” .
Só me apetecia responder: Nã.... aquilo é só um fantoche não estás a ver os fios? Mas não. Saí-me com um simples “Mas eu matei a última!”
Aí voltou a frieza feminina – “ Tu tens é medo!”

Tocou-me no ponto fraco. Levantei-me de repente pronto a tomar uma atitude e salvar o bocadinho que restava da minha machice.

Eu sabia o que tinha que fazer e do que precisava para executar o plano de exterminação.

Uma lata de Raid. (evita manchas de sangue na parede)
Uma vassoura. (para assustar e manter afastada a fera)
Uma pá. (Era o que mais se parecia com um escudo)
Um sapato. (Para ataques rasteiros)
Um jornal enrolado. (a minha arma favorita. E faz um efeito sonoro, Pásss, fantástico!)
Um pano. (para ataques em voo)
E duas folhas de papel higiénico. (para enrolar o cadáver do adversário)

Ah e ainda, no bolso, levava escondido um isqueiro caso necessitasse de quitar o Raid e transformar a lata num lança-chamas.

Entrei em combate. Por momentos senti-me como o Mel Gibson no Braveheart a investir contra os Ingleses.
Três minutos depois, vários graffittis de Raid na tecto, uma cadeira no meio da sala, uma sola de sapato marcada na parede e uma mancha de sangue no Sudoku ainda por fazer, consegui vencer. Estava extasiado... Mas o cheiro a sangue da batalha valia a pena. O beijo da donzela salva era tudo o que precisava para me recompor. Em vez disso ouvi “Agora tens que arrumar tudo no sítio, outra vez.”

Cheguei à conclusão que neste mundo moderno eu posso não ser um grande caçador, ou conseguir usar uma lata para matar mais do que um insecto, mas se calhar, chegou foi o tempo da sociedade procurar novas definições para a palavra macho e para o papel da mulher e do homem e suas responsabilidades. Sempre eu?

De qualquer modo, pessoalmente estou confortável com a minha definição de macho. Aliás basta-me ter as janelas fechadas para não ter problemas com isso.

posted by Dimitri Apalpamos @ 11:56 da tarde,




Descobri que existem mais zarolhos

Quanto a isso só tenho uma coisa a dizer:

Esta cidade é pequena demais para dois zarolhos!
Desafio-te para um duelo na praça do comércio ao pôr do sol.

Nã... boa sorte para o teu blog

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:59 da manhã,




10 outubro 2005

Quero uma prenda

Ontem fui votar... Embora ache que seja de louvar a minha responsabilidade cívica, não é por isso que mereço uma prenda. É que hoje, o Zarolho faz dois anos!

É sempre um dia nostálgico e com sentimentos díspares, o dia de votações.

Por um lado é sempre engraçado voltar à escola. Encontrar caras amigas, antigos colegas, a mesma conversa da treta do "então o que é tens feito?" e "do vai-se andando",e as clássicas "tás a ficar gordo" e "e tu careca!!". Adoro estes clichés...

Por outro lado, é sempre deprimente ver as boazonas da turma, transformadas em potes de banha... Mas o que é que lhes deu?
Ouvi a melhor explicação deste fenómeno, de um amigo meu: "É pá, é natural. Umas emprenharam e outras já desovaram...O corpo não aguenta...". Simples!

Mas nestas eleições cheguei a umas conclusões:
O povão gosta mesmo é de se queixar e de chouriços. Aliás, todo o material de campanha é como que um mata-bicho para uma refeição sem prato principal. Têm os políticos que merecem.

Senão vejam, a explicação que mais ouvi para votarem nos independentes arguidos foi a seguinte:
"Eles são todos ladrões, mas ao menos estes roubam para nós". Queria aqui deixar uma palavrinha a estas pessoas: "pócara..."

Por essas e por outras é que acho que com esta bela idade de dois anos, o Zarolho atingiu a maturidade equivalente à dos eleitores em Portugal. A maturidade de uma besta! Por isso quero uma prenda senão para o ano não os convido!

posted by Dimitri Apalpamos @ 10:37 da manhã,




Vai chamar pai a outro

Quero dizer-vos que apesar dos rumores que possam ouvir, eu não sou o pai do filho da Charlotte do Mónaco.
Usei sempre preservativoe ainda para mais ela disse-me que tomava a pílula...

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:40 da manhã,




07 outubro 2005

Notícias avulsas

* Último bombista palestiniano arrependido de se ter rebentado. Chegou ao céu e as 72 virgens que o esperavam estavam todas com o período.


* “Mourinho vai dar nome a perfume e a lingerie” – diz o 24 Horas

Mourinho Chapa nº5 – É garantido. É só facturar!

Fraldas Mourinho – para adultos especiais...

Contratem-me para publicitário! Eu mereço!!!

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:40 da tarde,




05 outubro 2005

três razões para celebrar a República


posted by Dimitri Apalpamos @ 3:17 da tarde,




04 outubro 2005

O ritual do cagar

Há coisas que todos fazemos, mas que cada um tem o seu estilo próprio. O cagar é uma delas.
Eu tenho os meus hábitos como todos. Por exemplo, a literatura descontrai-me a tripa.
Mas há quem tenha outros. A pergunta que se põe é: Que tipo de defecador é você? E isto gera muitas mais perguntas. Eu não quero saber as respostas mas se calhar estas perguntas fazem com que se conheça melhor e saiba que há mais como você:

Quantas vezes vai ao castigo?
Mais do que duas vezes ao dia? Uma vez por dia? Duas ou três vezes por semana? É que há gajos que se desfazem enquanto que outros têm uma capacidade tremenda de acumular.

Em média, quanto tempo demora na casa de banho?
2 minutos? Dez? Meia hora? Até ter as pernas dormentes?

Tem horas certas para obrar? Há quem seja um autêntico relógio suiço, mas há outros que defecam a qualquer hora. São os chamados rebeldes da merda.

É capaz de usar todas as casas de banho ou é daqueles que só usa a casa de banho de casa? Conhecidos no meio pelos betinhos. Adoro vê-los a suar depois de uma feijoada num jantar de empresa.

E o cheiro? É daqueles que avisa o próximo ou é daqueles que se gaba? E faz alguma coisa para diminuir o cheiro? E quanto tempo acha que demora a passar?

É daqueles que costuma entupir a sanita ou é daqueles que caga fininho? E quando isso acontece em casa de um amigo o que faz?

Costuma acamar a sanita para não salpicar?

E no geral considera que cagar relaxa ou que o deixa a suar em bica?

Para mim tudo perguntas pertinentes. Para outros, uma conversa de merda, mas enfim...

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:15 da tarde,




03 outubro 2005

Terceiro turista espacial exige livro de reclamações na Estação Espacial Internacional

Hoje chegou à Estação Espacial Internacional o turista espacial norte-americano Greg Olsen. O multi-milionário pagou cerca de 20 milhões de dólares por esta viagem o que devia garantir um serviço de primeira e cedo se apercebeu que algo não corria bem. Vamos ouvi-lo:

“É uma anedota! Inconcebível....
Primeiro, o check in. Seis meses... Depois, puseram-me a trabalhar durante a viagem. Tive até de carregar as minhas malas...Inaceitável! Não dizia no panfleto que ia ser assim...
E o tempo de viagem? Eu sei que a gasolina está cara, mas não era preciso ir a pisar ovos...
Há chegada, nem um cocktail, uma caipirinha de boas vindas, nem nada.
Depois mandaram instalar-me numa camarata com mais uns quantos. Gajas nem vê-las...Nem uma brasileirazinha, uma romena... Se eu soubesse que isto ia ser uma festa da mangueira tinha ido para outro lado...
A comida não vale nada. Vme tudo em bisnagas. Olhei para o rótulo de umas das bisnagas que dizia : Comida previamente mastigada. É só engolir."

Quero mijar e é uma aventura. Se na Terra já é difícil acertar com a pia, imaginem sem gravidade e todo encolhido. É grave...

Pior! Peço o livro de reclamações e ainda têm a lata de me dizer que não há!

Uma vergonha. Este senhores da Agência de Viagens Nasa vão-me ter à perna durante muito tempo.

Quem se deve estar a rir é a minha mulher que ficou duas semanas sem falar comigo quando lhe disse que ia de férias sózinho...Já sei que quando chegar a casa vou ouvir - É bem feito. Eu bem te avisei...”

posted by Dimitri Apalpamos @ 12:31 da tarde,