<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5923387\x26blogName\x3dO+Zarolho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://ozarolho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/\x26vt\x3d-5507826134421506364', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

O Zarolho

07 março 2006

O Filme da moda.

O filme que anda a dar cabo da cabeça dos machos de Portugal, chama-se O segredo de Brokeback Mountain. É uma história sobre dois cowboys, o seu trabalho como pastores e de como não gostam de dormir com mulheres. Mas de certeza que já ouviram falar. A minha mensagem é para aqueles que ainda não o viram.
Porque na minha opinião, acho difícil um homem ir assistir este filme de livre vontade. Mas há algumas razões que leva os homens a ir ver este filme:
a) A namorada quer ver o filme.
b) A mulher quer ver o filme.
c) Pensava que era uma cowboiada à antiga.

Se por acaso decidiu ir ver o filme por outra razão que não estas, então é melhor vender na revista Ocasião aquilo que tem entre as pernas.
Os homens que se “encaixam” nas respostas a) e b) também não fazem muito uso disso mas ao menos sabem que provavelmente terão alguma recompensa com essa ida ao cinema.
Os gajos que respondem c) têm-nos no sítio e são insuspeitos.

Mas não se livram dos acidentes. Eis um exemplo do que pode acontecer se forem sozinhos:

Homem 1: Então este filme é sobre quê?
Homem 2: Disseram-me que é sobre o amor e de como ele pode sobreviver a uma sociedade cheia de preconceitos.
H1: Ah...tipo Romeu e Julieta?
H2: Sim de certo modo deve ser parecido.
H1: É pá nesse filme a gaja que faz de Julieta mostrou as mamas!
...
H1: Ouve lá, tenho mais uma pergunta?
H2: Pergunta à vontade...
H1: O filme começou à 20 m e ainda não vi nenhuma mulher.
H2: E?
H1: E como é que pode ser uma história de amor sem mulheres?
H2: Estás ciente de que é possível o amor entre duas pessoas do mesmo sexo?
H1: O quê? Estás a dizer-me que o filme mete lésbicas? Altamente!
...
H1: Mas que raio!! Aquele gajo está a beijar o outro! Mas que cena é esta, pá?
H2: Isto não é um filme de lésbicas...
H1: Quer dizer que eles são...
H2: Parece...
H1: E eles vão...
H2: Sim...
H1: Acho que vou vomitar....
...
H2: Estás calado à quase uma hora. Estás bem?
H1: Chiuu! Não estragues o filme.
H2: Desculpa.
...
H1: É pá. Tá a arrefecer...
H2: É verdade...
H1: Queres chegar-te para aqui?
H2: Isto fica só entre nós e nunca aconteceu, tá?
...
H1: Caramba, “queria saber como desistir de ti”!
H2: ...

Depois não digam que não avisei...


Straight eye for the queer guy – O programa da Contra-moda.

Vocês já sabem que eu não sou um gajo de dizer mal. Mas também sabem que há temas que estão na moda e tal e que como cada vez mais há pessoas que se inflamam por tudo e por nada, dá-me prazer aborrecê-las.
Por isso, vou propor um programa de TV – Um programa de machos a decorar a casa, a comprar roupa, a ensinar a comer, enfim, a ensinar um guéi a ser menos parecido com a mãe.

posted by Dimitri Apalpamos @ 5:28 da tarde,




<< Home