<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5923387\x26blogName\x3dO+Zarolho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ozarolho.blogspot.com/\x26vt\x3d-6282572656080944474', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

O Zarolho

17 maio 2007

Ligar a dizer que está doente - uma arte esquecida

Quem é que nunca ligou para o escritório a dizer que estava doente? Foi a pergunta que no outro dia saltou no meio da conversa entre amigos. Depois de tantos exemplos tipicamente portugueses do chamado desfaine, cheguei à conclusão que poderia ser considerado uma forma de arte. Não falo de apenas um telefonema e um atestado. Falo de conseguir que esse dia nem seja descontado no ordenado nem nas férias. Isso sim, é arte! Decidi pois elaborar uma lista de conselhos que acho poderem ser úteis a quem se inicia no mercado do destrabalho.

- Ligar a uma sexta ou a uma segunda-feira é dar bandeira a mais. Só deve ser feito por pessoas experientes. Sexta-feira soa a “quero ir para a borga mais cedo” e segunda-feira a “estou de ressaca”.
- Se se esquecer de ligar e já estiver numa festa ou coisa parecida, peça a todos para se calarem. Se for apanhado diga que está a haver um aniversário nas urgências do Hospital. E critique, já não há respeito pelos doentes e tal...
- Não explique demasiado a doença nem entre em pormenores. Quando mais diz mais se entala. O chefe pode ser casado com uma médica ou então querer ir ter consigo para dar um apoio.
- Não seja apanhado no estádio a festejar o golo da sua equipa. Excepto se for do Benfica. Se for, espero que seja apanhado e despedido.
- Ser preso é uma desculpa plausível para faltar ao trabalho mas duvido que impressione positivamente os seus superiores.
- Só pode matar o cão e os familiares algumas vezes. Nunca diga os nomes de nenhum e prefira primos. São sempre mais. E já agora, lembre-se que só tem uma sogra.
- O Inverno é uma boa altura para dizer que está engripado. Não diga que tem gripe porque isso é algo grave e já requer um médico. Estar engripado é coisa que se resolve por si só num dia ou dois e em casa.
- Doenças dos filhos resulta mas é preciso mesmo tê-los.
- Nunca apareça moreno depois de dizer que esteve doente.
- Problemas com o carro.... Funciona aqui e ali, mas depende do carro que tem. E muitas vezes dá para levar com o colega a dizer que vem todos os dias de comboio e que chega sempre a horas e nunca falta...
- As mulheres podem dizer que tem um “problema feminino”. Se tiver um chefe homem ele não vai querer saber mais do que é obrigado sobre o assunto. Se for homem pode tentar desculpar-se com isso. Se fosse seu chefe eu dava-lhe a semana nem que seja pela coragem que teve em tentar dar uma tanga tão má.

Agora pergunto eu, como é que o pessoal que trabalha em casa faz? Não faz, né? São uns infelizes que não podem faltar ao trabalho. Não se apercebem do prazer de enganar os patrões. Ligar para o emprego com um lenço entre o telefone e boca, os dedos a tapar o nariz, a voz nasalada...ahhhhh.
Bem, na pior das hipóteses ligam e dizem, olhe, estou assim um bocado adoentado por isso vou trabalhar para o escritório. Não faz muito sentido...

Telefonar para o escritório a dizer que está doente é uma forma de arte que requer atenção e talento, mas por favor se estiver mesmo doente, não vá trabalhar. Ninguém quer apanhar o que quer que tenha e estragar um ou dois dias que dariam perfeitamente para estar saudavelmente doente em casa.

posted by Dimitri Apalpamos @ 3:34 da tarde,




<< Home